Inscrevam-se em nosso canal no Youtube e confiram nossas dicas de compras no Brás!

Empréstimos para sacoleiras


 Não adianta cair na ilusão de que uma excursão de compras na qual os custos de transporte e alimentação superem 10% do valor sejam facilmente repassados ao valor final do produto, e você terá seu lucro de 100% vendendo tudo rapidamente. No início é até possível, já que por estar iniciando no ramo boa parte dos clientes em sua primeira venda serão as pessoas de sua própria família e amigos próximos. Entretanto, jamais acredite que estes sustentarão suas vendas no médio e longo prazo, pois além de estarem atraídos pelas novidades que traz em suas sacolas, muitos fazem questão de comprar até mesmo como incentivo para que venda tudo rapidamente e consiga vingar como vendedor.

 Hoje em dia, o mercado de varejo está muito mais competitivo em todos os estados do país devido às vendas por atacado na internet por sites nacionais e estrangeiros. Além disso, o surgimento a cada dia de novos polos têxteis nas mais diversas regiões brasileiras aumenta ainda mais a concorrência no varejo, seja através de vendedores sacoleiros, ou de lojas físicas e virtuais. Dessa forma, é necessário ter preços e condições de pagamento competitivos, o que nem sempre é possível com um volume reduzido de mercadorias. Para estes pequenos empreendedores, o Governo Federal criou o Programa de Microcrédito.




 O que é o microcrédito? Como obter esse empréstimo?

 O Microcrédito Produtivo Orientado é um Programa criado pelo Governo Federal com o objetivo de facilitar o acesso de micros e pequenos negócios ao crédito orientado como forma de incentivo ao crescimento desses empreendimentos, à formalização de empreendimentos e à geração de trabalho e renda. Atualmente somente os bancos públicos federais concedem esse tipo de empréstimo, como o Banco do Brasil, a Caixa Econômica Federal, o Banco do Nordeste e o Banco da Amazônia.

 Já expliquei recentemente como tirar seu CNPJ como Microempreendedor Individual pela internet para ter acesso à essa linha de crédito. Agora, basta abrir sua conta corrente como Pessoa Jurídica em um desses bancos e estando com o nome sem restrições, ao preencher a previsão de faturamento durante a análise de crédito junto ao seu gerente, declare uma previsão de R$5000,00 mensais que é o limite da média mensal de faturamento para MEI. Dependendo da análise, na Caixa Econômica Federal por exemplo, é possível adquirir um microcrédito de até R$15000,00 para se pagar em até 24 meses à juros bastante inferiores aos praticados no mercado para Pessoa Física.

 Mas antes, faça um estudo detalhado do que irá comprar, analise se o produto será bem aceito por seu público alvo e seu preço caberá no bolso de seus clientes. Isso evitará que seu estoque fique parado enquanto as dívidas vão sendo cobradas mensalmente.


 Além disso, não queime todo seu capital em uma única compra, pois além da questão da segurança financeira, você terá de atender aos pedidos e encomendas de seus clientes nas compras futuras, além de que ao iniciar no ramo das vendas, encontrará cada vez mais melhores fornecedores com produtos diferenciados e que cairá no gosto de seus clientes, que sempre anseiam por novidades!